Salsa: dá sabor ao prato e saúde ao corpo

Esta planta tem vários benefícios na prevenção de doenças, além de poder dar mais sabor a qualquer prato.

A salsa é um conhecido condimento gastronómico, mas não perde os seus atributos de planta medicinal. É muito utilizada no tratamento de doenças renais, pela sua capacidade diurética, que acaba por estimular a função renal, facilitando a eliminação de líquidos do organismo. Doenças como infeções urinárias, pedras nos rins, e problemas como gases intestinais, prisão de ventre e retensão de líquidos são muitas vezes tratadas pelas características terapêuticas da salsa.

As folhas, sementes e raízes desta planta nativa da região mediterrânica são utilizadas para fazer remédios naturais. A salsa é recomendada pela sua eficácia no combate à osteoporose, por conter minerais como, cálcio, ferro, fósforo e enxofre. Devido a esse teor em ferro, ela, também, é indicada para pessoas que sofrem de anemia e/ou anorexia, e aquelas que apresentam fraqueza, fadiga ou cansaço físico.

O consumo da salsa pode ser feita em cru em saladas, ou em forma de infusão, como ajuda na digestão: tomar uma chávena da infusão de salsa antes das refeições vai proporcionar uma melhor digestão, evitando espasmos intestinais, digestão lenta e prisão de ventre.

Outra grande propriedade da salsa é a sua capacidade antioxidante (glutationa), importante na prevenção de constipações e outras doenças. É uma planta ideal e muito eficiente na limpeza e rejuvenescimento da pele; no fortalecimento de unhas e cabelos, controlando e evitando a queda.

A riqueza da planta em vitamina C torna-a, igualmente, útil para prevenir o surgimento de problemas cardíacos, cataratas e infeções, além de fortalece o sistema imunológico e, por conseguinte, aumentar as nossas defesas, devido às suas propriedades antibacterianas.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Mark Ronson desvenda futuro dos vídeos de música
Automonitor
Mercedes-Benz revela versões híbridas dos Classe A e B