Será mesmo que água nos ouvidos pode causar otites?

A anatomia dos ouvidos permite que a água do mar ou da piscina entre e saia sem qualquer problema. Mas há casos em que a entrada de água pode dar origem a uma otite externa. Conheça os sintomas desta doença e saiba como preveni-la.

A otite é uma inflamação ou uma infeção no ouvido causada por vírus, fungos ou bactérias, que, regra geral, causa dor. A otite externa, uma das três mais comuns, ocorre quando há inflamação do canal externo do ouvido causada por infeções ou pela entrada de água no ouvido, razão pela qual pode ocorrer com mais frequência durante a época balnear devido à água do mar e das piscinas, refere a DecoProteste. 

O QUE CAUSA A OTITE EXTERNA?

cera dos ouvidos funciona como uma barreira protetora contra infeções como as otites, uma vez que contém lisozimas e outras substâncias que inibem o crescimento de bactérias e fungos, e é hidrofóbica, impedindo que a água penetre na pele. Por esse motivo, cera em quantidade insuficiente no canal auditivo pode predispor o canal auditivo às otites. Em sentido inverso, cera em excesso pode levar à sua obstrução e à retenção de água e de detritos, o que também pode provocar infeções. É por este motivo que deve limpar os ouvidos. No entanto, deve evitar a utilização de cotonetes. Colocar objetos no canal auditivo, como os cotonetes ou quaisquer outros que possam lesionar o canal auditivo, pode aumentar o risco de infeção.

QUAIS OS SINTOMAS DA OTITE EXTERNA?

A otite externa pode provocar sintomas como:

  • dor de ouvidos, que pode ser muito intensa;
  • saída de secreções do canal auditivo (otorreia);
  • sensação de ouvido tapado devido à obstrução do canal auditivo;
  • comichão;
  • diminuição da audição;
  • em casos mais raros, febre.

COMO TRATAR UMA OTITE EXTERNA?

Para tratar uma otite deve procurar aconselhamento médico, uma vez que o tratamento mais adequado depende da sua gravidade. Regra geral, os doentes podem ter de recorrer a um médico para fazer uma limpeza do canal auditivo ou tomar medicamentos para melhoria dos sintomas de dor, como paracetamol, ou anti-inflamatórios não esteroides, como ibuprofeno ou naproxeno, que reduzem a inflamação. Em alguns casos, pode ser necessária a toma de antibióticos.

Durante o tratamento, evite a exposição à água, bem como durante uma a duas semanas após a resolução, mantendo o canal auditivo seco. Durante o banho, use tampões. Deve, ainda, evitar a utilização de auscultadores ou outros dispositivos auditivos até que a dor desapareça.

COMO PREVENIR AS OTITES EXTERNAS?

  • Mantenha os ouvidos secos, utilizando tampões, quando for nadar. Os tampões de silicone ou os tampões moldáveis de silicone são os mais indicados.
  • Já depois de nadar ou de tomar duche, seque bem os ouvidos, inclinando a cabeça de modo que cada orelha fique virada para baixo, permitindo que a água escorra. Pode também puxar o lóbulo da orelha em diferentes direções com a orelha virada para baixo para ajudar a água a escorrer. Depois, utilize uma toalha para secar as orelhas.
  • Não coloque objetos no canal auditivo, como cotonetes, e não tente remover a cera do ouvido.