Vai passar uma noite num hotel? Não toque nestes sítios (pela sua saúde)

Prepare o desinfetante. Estas acomodações são bem mais “sujas” do que parecem.

É verdade, os germes estão em todo o lado. Apesar de não os conseguirmos ver, eles estão nos nossos telemóveis, nas nossas casas, nas esponjas de limpeza entre muitos outros exemplos. Se até nos objetos de que cuidamos e nas casas que limpamos os germes se “instalam” então imagine o que o espera num qualquer quarto de hotel frequentado por centenas de pessoas.

Mesmo sabendo que irá estar a tentar relaxar ao longo da sua estadia num hotel, nunca é demais estar atento as zonas e locais que porventura possam estar mais sujos. Segundo o portal BestLife estes são os 6 locais no seu quarto que contém mais germes.

P.S: não se esqueça de levar desinfetante na sua próxima viagem.

  1. O relógio de alarme

Se está a pensar definir um alarme para acordar cedo no dia seguinte, então o melhor será mesmo fazê-lo no seu telemóvel. A verdade é que o botão de snooze que existe habitualmente nos relógios de alarme é uma grande fonte de germes, de acordo com o microbiólogo e autor Jason Tetro. Este é um dos locais onde se podem encontrar alguns dos principais vírus e germes responsáveis por muitas constipações.

  1. Colchas

É normal suspeitarmos da suposta limpeza das colchas usadas nas camas de hotel. Habitualmente estas não são lavadas com muita frequência, em alguns casos são apenas limpas umas quantas vezes por ano. Assim é normal que existam alguns germes e sujidades que podem ser prejudiciais à sua pele.

  1. O comando da televisão

Ver televisão deitado na cama do hotel é certamente uma excelente forma de relaxar. Pode não ser é a experiência mais higiênica. De acordo como um estudo da American Society for Microbilogy (ASM) o comando de TV dos hotéis é um dos objetos mais contaminados por germes e bactérias.

  1. A carpete

O chão do quarto até pode parecer limpo, mas na verdade não o está. As carpetes neste tipo de quartos são habitualmente aspiradas, no entanto raramente são desinfetadas. Isto acaba por tornar este tipo de superfícies num habitat privilegiado para todo o tipo de bactérias e sujidade.

  1. Telefone

Tenha cuidado da próxima vez que ligar para o serviço de quartos. Segundo um estudo conduzido pelo portal Travel Math, que analisou a presença de germes e bactérias em nove diferentes hotéis, foi descoberto que os telefones dos quartos de hotel contêm cerca de 4 3000 colónias de bactérias e fungos por cada 6 centímetros quadrados de área. Diversas bactérias responsáveis por inflamações e problemas respiratórios estão presentes neste tipo de objetos.

  1. Interruptores dos candeeiros de cama

A última coisa que fazemos antes de dormir é normalmente desligar a luz do candeeiro. Muitas vezes as pessoas deitam-se sem lavar de forma apropriada as mãos e como tal, o mais provável é que acabe por dormir toda a noite com uma série de germes nos dedos simplesmente por ter tocado no interruptor.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Josefinas abre lojas pop-up em Braga e Lisboa
Automonitor
Lexus estreia primeiro elétrico UX 300e na China