Vamos descobrir e desmistificar sete mitos de beleza

As dicas da sua avó ou da sua mãe costumam ser boas e eficazes, mas algumas não passam de lendas.

O QUE É UM MITO?
Este termo de origem grega significa um conceito errado no qual muitas pessoas acreditam sem verificar a veracidade, embora tenha, com o passar dos anos, perdido o vínculo com as atuais descobertas científicas. Porque é que os mitos permanecem na nossa consciência por tanto tempo?

Porque aprendemos certas coisas em crianças e nunca as esquecemos, passando a repeti-las na nossa rotina de higienização diária desde então, pelo simples facto de acreditarmos ser verdade e por estarmos acostumados a agir dessa forma. Vamos testar certas crenças sobre cuidados da pele e cuidados capilares, revelando erros de deixar o cabelo em pé e verdades nuas e cruas. Tire essas falsas crenças da cabeça!

Lavar a pele várias vezes vai eliminar a oleosidade

A oleosidade é, basicamente, o sebo produzido pelas nossas glândulas sebáceas. Esta é a principal fonte de hidratação e proteção da pele. Com as lavagens frequentes, a pele perde o sebo e tende a produzir mais para se reequilibrar. Assim, em vez de lavagens frequentes, tente lavar o rosto apenas duas vezes por dia, com produtos que a limpem profundamente.

Pasta de dentes seca borbulhas

Não é totalmente mentira mas também não é verdade nem aconselhável. Os ingredientes antibacterianos presentes em algumas pastas de dentes podem contribuir para que a borbulha diminua ou desapareça. Contudo, devido a ser um produto abrasivo, irrita e sensibiliza a pele o que causará outros problemas.

Arrancar cabelos brancos faz com que nasçam mais

Quando o folículo capilar deixa de produzir melanina os nossos cabelos nascem sem cor, ou seja, brancos. Existem alguns motivos que estão na origem deste processo, como o stress, as alterações hormonais e, claro, o envelhecimento. Contudo, o facto de arrancar o cabelo branco não faz parte desses motivos.

Quem tem pele oleosa não deve utilizar produtos com óleo

Quando a pele se sente sem óleo produz mais sebo. Assim, se agirmos no sentido inverso e a hidratarmos com óleos, a pele pára de produzir sebo em excesso. Obviamente que os óleos a utilizar na pele oleosa são diferentes dos indicados para pele normal, mista ou seca. Se tem pele oleosa procure utilizar óleos anti-bacterianos e ricos em ómega 6 e 3, como o óleo de côco e o tea tree oil, que ajudam a controlar a oleosidade e a acne.

Não preciso de protetor solar num dia nublado

Este é um dos mitos de beleza mais frequente. As nuvens não bloqueiam os raios solares. Na realidade, 80% dos raios solares que causam danos na pele penetram as nuvens, pelo que continua a estar exposto a queimaduras num dia nublado.

Ingredientes naturais são melhores do que os sintéticos

Os ingredientes naturais não são necessariamente melhores do que os sintéticos, ou o contrário. Alguns ingredientes sintéticos foram testados e usados em cosméticos em segurança durante décadas, enquanto que alguns ingredientes naturais, usados em excesso, podem causar irritações.

Cuidados anti-idade devem começar quando surgem sinais de envelhecimento

O cuidado com a pele deve começar cedo. Os principais fatores de envelhecimento, como a exposição ao sol, têm um efeito acumulativo ao longo dos anos. Assim, é importante começar desde cedo a proteger a pele dos raios solares e a seguir uma rotina diária de cuidados do rosto, que inclua limpeza, creme de olhos, sérum e creme de dia e noite. Esta rotina deve ser ajustada, sempre que surgirem necessidades específicas.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...