Afinal, como podemos melhorar a nossa relação com os écrans?

Perceba como o tempo passado a olhar para um écran pode afetar a sua saúde física e mental.

Desde o começo da pandemia que todos temos passado mais tempo com os nossos dispositivos eletrônicos. Entre a vida profissional e pessoal, em média um adulto passa agora cerca de 11h por dia a olhar para um écran.

Muitos profissionais de saúde têm alertados para as consequências que esta questão pode gerar para a nossa saúde mental. O agravar de problemas como a depressão, a ansiedade, dismorfia do corpo e abuso de substâncias são apenas alguns dos exemplos associados a este tema.

[Leia também: As redes sociais estão a controlar a sua vida? Eis os principais sinais de alerta]

De maneira geral, o tempo passado em frente a um écran afeta-nos negativamente pois contribui para um estreitar das nossas experiências sociais, “roubando-nos” tempo preciosos que poderia ser aproveitado para cuidar melhor da nossa mente e corpo. Seja através de uma maior atividade física, maior conexão com a natureza, de uma qualquer atividade criativa ou simplesmente do contacto direto com aqueles de quem mais gostamos.

Segundo os especialistas do portal Psychology Today, existem 5 coisas que todos devemos fazer para melhorar a relação que estabelecemos com os écrans e com a tecnologia em geral.

 

  1. Dê a si mesmo a permissão para se afastar

Afastarmo-nos de um écran e fazermos um intervalo não deve ser encarado como um falhanço pessoal. É antes um ato de amor próprio e de auto-proteção.

 

  1. Siga um conjunto de práticas diárias não-digitais

Dedique-se a explorar todo um leque variado de atividade que possam gerar prazer e gratificação. Seja pintar, escrever, ler, fazer voluntariado, exercício, etc. O importante é que seja atividade em que se possa focar totalmente durante um período de tempo.

 

  1. Conexão com a natureza

Nesta era digital conseguir passar mais tempo no exterior junto à natureza transformou-se praticamente num luxo. Os estudos demonstram que este tempo passado na natureza pode ajudar a reduzir o stress, ansiedade e depressão.

 

  1. Dê prioridade aos relacionamentos presenciais

Sendo certo que durante a pandemia torna-se mais difícil estar presencialmente com amigos e familiares, a verdade é que isto é algo essencial para o nosso bem-estar. Sempre que possível deverá cuidar destas relações e amizades. Para tal claro que será importante agendar algumas videochamadas. Tente, no entanto, reservar estas ocasiões apenas para as pessoas mais especiais da sua vida.

 

  1. Defina limites

O equilíbrio é determinante para o nosso bem-estar psicológico. Uma boa organização pode ajudar a controlar o seu uso de dispositivos digitais. Defina por exemplo períodos de tempo para consultar as redes sociais, ao invés de o fazer constantemente ao longo do dia. Nunca consulte o telefone quando já está deitado, mantenha-o a uma certa distância.

 

 

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...