Do Uísque ao Cosmopolitan: conheça as bebidas que o cinema popularizou

A História do cinema é rica em filmes inesquecíveis – e também em inúmeras cenas de representação do consumo de álcool. Da comédia ligeiramente alcoólica ao enredo trágico que passa invariavelmente pelo herói agarrado a uma garrafa de whisky, as bebidas já provaram ser um dos adereços preferidos de Hollywood.

Há muito tempo que as bebidas fazem parte do cardápio do cinema. Do alcoólatra deprimente ao polícia corrupto que bebe um copo a mais da conta, passando pela sofisticada femme fatale que se passeia em bares glamorosos, há personagens em todos os géneros de filmes, que já se tornaram icónicas, mais pelo que bebem do que pelo que representam.

Mas nem sempre o álcool foi encarado da mesma maneira por Hollywood. No início do século XX as bebidas eram um elemento central de alguns filmes de comédia, colocadas estrategicamente em cena para proporcionar cenas de humor fácil. Deste tipo de filmes para as fitas da máfia, onde a bebida se misturava com a violência, foi um passo. E depois, claro, vieram os filmes de espionagem, com o óbvio James Bond a imortalizar o Vesper Martini e a fazer desfilar um pelotão de cocktails a cada filme que sai para o cinema.

[Leia também: Serão estes os melhores filmes musicais de todos os tempos?]

Em Hollywood e também no cinema independente, é igualmente comum a figura do anti-herói deprimido que se entrega à bebida para afogar as suas mágoas. Desde a introdução do álcool nos filmes até aos nossos dias, mudou a abordagem, o cenário e o tipo de cenas em que as bebidas se tornam um elemento notado pela audiência. E a verdade é que se têm produzido cenas memoráveis e referências de culto ao longo desse caminho.

 

 

Skyfall (2012) – The Macallan 50 year old

Num dos últimos filmes de James Bond, vemos o espião mais famoso do mundo, acompanhado pelo vilão Silva, a beber um The Macallan em várias cenas, sendo que numa delas a bebida é referida como a favorita de Bond.

Numa das cenas mais memoráveis de “Skyfall”, 007 é capturado por Silva, que lhe oferece um single malt de 50 anos, o The Macallan 1962. Este whisky escocês é conhecido por ser amadurecido exclusivamente em barris de xerez espanhol, e foi servido nas estreias de “Skyfall” na África do Sul e em Singapura.

Uma garrafa de The Macallan 1962, assinada por elementos do elenco, foi vendida num leilão de solidariedade no Reino Unido por 9.635 libras.

 

Moulin Rouge! (2001) – Absinto

Em 2001 as salas de cinema foram brindadas com um extravagante espetáculo musical adaptado a filme, sob a realização de Baz Luhrmann. No enredo colocado em cena destaca-se o jovem Christian, interpretado por Ewan McGregor, que descobre o espírito do absinto no famoso Moulin Rouge de Paris. Esse espírito é materializado pela cantora australiana Kylie Minogue, que assume a forma da fada verde e aparece a Christian quando ele prova absinto pela primeira vez.

Há décadas que esta bebida é associada a processos artísticos e criativos. Oscar Wilde, Vincent Van Gogh, Pablo Picasso e Toulouse-Lautrec – que também aparece no filme – são alguns dos artistas mais famosos que se sabe terem sido fãs desta controversa bebida, que foi proibida na França em 1914, devido às suas supostas propriedades psicotrópicas.

 

O Sexo e a Cidade (2008) – Cosmopolitan

Se o cinema tem feito maravilhas pela popularidade de algumas bebidas alcoólicas, não se pode dizer que a televisão lhe fique atrás. Em “O Sexo e a Cidade”, a protagonista Carrie Bradshaw tem uma predileção especial pelo cocktail Cosmopolitan, ou Cosmo, como lhe chama, o que foi o suficiente para elevar a procura por esta bebida a níveis sem precedentes.

O cocktail, que também é referido no filme que foi feito na sequência da popularidade da série de televisão, consiste numa mistura de vodka, Cointreau, sumo de lima e um pouco de sumo de mirtilo. A bebida tornou-se tão popular, que passou a ser uma referência da vida da mulher moderna dos anos 90 nos EUA.

 

Decisão de Risco (2012) – Vodka Stolichnaya

No filme “Flight”, que mereceu uma nomeação aos Óscares, Denzel Washington interpreta Whip Whitaker, um piloto alcoólatra que se vê envolvido num processo legal, depois de acusar positivo num teste a álcool e drogas, na sequência de um desastre com um avião que estava aos seus comandos. Depois de ser aclamado como herói, visto que salvou grande parte dos passageiros, a Whip vê-se a braços com a lei e com a revolta da opinião pública, entrando numa espiral de declínio.

Ao longo do filme, a vodka Stolichnaya aparece em grande destaque. Mas, ao contrário do que acontece com outras bebidas, esta marca russa não gostou nada de ver a sua vodka associada a uma personagem decadente que vê a sua vida destruída pela bebida.

 

[Leia também: Kirk Douglas: (Re)descubra alguns dos melhores filmes de uma das últimas lendas de Hollywood]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...