Especiarias e ervas anti-envelhecimento? Conheça os benefícios destes ingredientes naturais

Esqueça os produtos cosméticos dispendiosos e aposte nestas escolhas mais naturais

Todos desejamos envelhecer da melhor maneira possível. Ninguém consegue manter um corpo jovial para sempre ou impedir por completo o processo de envelhecimento. Isto é algo natural pelo qual todos passamos. No entanto é possível contribuir para que este processo seja o mais suave e saudável possível.

Procurar manter uma aparência mais jovem e saudável, reduzindo a degradação da pele e do organismo em geral é assim o objetivo de muitos. Anualmente são gastos milhões de euros em tratamentos sofisticados de anti-envelhecimento. Desde o botox e dos preenchimentos, até aos cremes cosméticos, muitas são as opções dispendiosas e nem sempre eficazes.

[Leia também: Dos cosméticos aos detergentes: como os produtos perfumados podem prejudicar a saúde]

Felizmente existem formas mais naturais de atingir um aspeto mais saudável. Desde sempre que a medicina tradicional tem vindo, por exemplo, a utilizar ervas e especiarias para fortalecer o cuidado da pele e diminuir os efeitos mais negativos de algumas doenças associadas ao envelhecimento.

Eis 5 destes exemplos que pode (e deve) acrescentar tanto à sua rotina diária de beleza como à sua dieta alimentar.

 

  1. Manjericão

Este é um ingrediente habitual na maioria das nossas cozinhas, sendo especialmente usado em alguns populares pratos italianos. Existem diversas variedades de manjericão. No ocidente a mais comum (e consumida) é o manjericão doce. No entanto existem outros tipos que contém propriedades ainda mais poderosas.

O manjericão-sagrado em particular é conhecido por desempenhar um papel na prevenção de doenças associadas ao envelhecimento. Esta planta contém adaptogénicos capazes de ajudar o organismo a combater o stress – uma das principais causas de morte prematura. Ao melhor equilibrar as hormonas de stress, este manjericão ajuda a prevenir situações como AVC ou demência. Quando aplicado topicamente favorece ainda a redução da inflamação da pele e a hiper pigmentação.

  1. Açafrão

Esta é umas das mais famosas especiarias provenientes da Índia, sendo a responsável pelo tom amarelado do caril. A curcuma é o ingrediente ativo do açafrão que contém igualmente inúmeras propriedades anti-envelhecimento. É um poderoso antioxidante que protege as células de danos e desgaste.

Se misturar um pouco de açafrão e um pouco de leite vai obter uma pasta que pode ser usada como exfoliante, ajudando a melhorar a aparência da pele, equilibrando os tons, reduzindo os poros e tonificando. Para além do seu impacto positivo na pele existem já alguns estudos que apontam para os benefícios que o açafrão pode ter na prevenção de diversas doenças como o cancro.

  1. Orégão

Muito utilizada na cozinha os orégãos são uma poderosa erva capaz de acrescentar sabor a qualquer prato. O óleo proveniente das suas folhas contém um composto denominado carvacrol que ajuda a prevenir os efeitos mais negativos do envelhecimento e estimula um melhor estado geral de saúde.

Este óleo essencial pode ser aplicado diretamente na pele. O seu efeito antioxidante e as suas vitaminas irão contribuir para uma maior elasticidade da pele e para um brilho mais bonito. Devido às suas propriedades antibacterianas pode ainda ser usado para acelerar o tratamento de um qualquer corte ou arranhão.

  1. Mirtilo

O extrato de mirtilo é um popular extrato herbal que contém um conjunto de químicos naturais que promovem uma melhor saúde ocular. Alguns estudos têm demonstrado os efeitos positivos dos mirtilos na redução do risco de cataratas e do glaucoma, devido a capacidade de fortalecer os vasos sanguíneos. O facto de os mirtilos promoverem uma melhor circulação do sangue permite contribuir para um transporte extra de oxigénio que ajuda a manter a elasticidade da pele e reduz a aparência de varizes.

  1. Ginkgo

A Ginkgo Biloba é um tipo de árvore nativa do território chinês, cujas folhas e sementes sempre foram tradicionalmente usadas pela medicina chinesa para tratar problemas cognitivos e respiratórios. Os dois agentes ativos da Ginko são os flavonoides e os terpenóides.

Os flavonoides protegem as células de danos exteriores e contribuem para um aspeto mais jovem e saudável da pele. Um extrato de Ginko pode ser usado diretamente na pele para prevenir os efeitos dos raios UV. Já os terpenóides são conhecidos por favorecerem uma maior circulação sanguínea, prevenindo coágulos de sangue e reduzindo o risco de AVC.

 

[Leia também: 5 produtos de beleza que podem estar escondidos na despensa… da sua cozinha]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...