Fazer menos para conseguir fazer mais? Sim, esta estratégia promete aumentar a sua produtividade

Pode parecer estranho, mas limitar a sua atividade pode mesmo melhorar os resultados que obtém.

“Será que a pandemia provocada pela Covid-19 é uma oportunidade única para parar e pensar um pouco?”

Esta foi a pergunta que Debra Johnson colocou a si mesma – e a todos os leitores – num recente artigo publicado na revista Prime Women. Esta conhecida advogada e consultora norte-americana reflete sobre o impacto que a pandemia e o confinamento têm tido na sua vida profissional.

O surto de Covid-19 determinou a suspensão de grande parte da sua atividade. Tal como inúmeras outras pessoas, Jonhson foi obrigada a parar e a reduzir o seu ritmo frenético de trabalho.

[Leia também: Sabe como fazer pausas durante um dia de teletrabalho? Conheça as dicas dos especialistas]

Todas as semanas novos eventos, reuniões e compromissos foram sendo cancelados, no entanto ao invés de gerar uma maior ansiedade este tempo extra livre permitiu antes chegar a uma importante conclusão: a sua produtividade não estava a ser afetada.

A nova agenda – mais livre e flexível – permitiu concluir as tarefas diárias de uma forma mais eficiente. Os objetivos a atingir tornaram-se mais claros, assim como as prioridades. Mais obvias tornaram-se as coisas que realmente acrescentam valor à vida.

De acordo com Debra Johnson estas são as 5 coisas que deve ser capaz de fazer para, ao fazer menos, conseguir “produzir” mais e melhor.

 

  1. Repense a sua agenda. Organize melhor o seu tempo e energia

Uma correta organização é fundamental para uma maior produtividade. Procure categorizar as suas tarefas de acordo com a sua urgência, assim como pela forma como a fazem sentir. Tenter criar um esquema que consiga bem identificar qual o objetivo de uma determinada tarefa. Elimine todo o excesso de responsabilidades desnecessárias que apenas estejam a desgastar o seu dia-a-dia.

  1. Seja capaz de dizer “não”

Sobretudo as mulheres parecem ter sido condicionadas para estar mais disponíveis para acolher todos os pedidos e ajudar sempre que necessário. Este excesso de zelo pelas necessidades dos outros é um erro que coloca em causa o seu próprio bem-estar. Seja capaz de dizer “não” sempre que se sente mais sobrecarregada. Evite aceitar qualquer desafio só porque sim.

  1. Menos reuniões

Este é um flagelo que afeta um grande número de organizações. Demasiadas reuniões são agendadas, sendo a maioria delas pouco produtivas e demasiado longas. Esta reuniões – presenciais ou via Zoom – devem ser marcadas apenas quando existe um objetivo muito concreto. Tente sempre que estes encontros sejam o mais estruturados e eficientes possível. Evite desperdiçar o seu tempo e o dos seus colegas.

  1. Descanse bem

Conseguir dormir bem todas as noites é essencial para garantir que o corpo tem a possibilidade de recuperar após um dia cansativo. Apenas através de um bom descanso noturno – entre 7 a 8 horas – poderá acordar no dia seguinte com as suas capacidades maximizadas e renovadas. De resto, se possível, tente sempre apanhar um pouco de sol todas as manhãs. Isto irá assegurar que níveis superiores de melanina sejam libertados no final do dia, dando assim origem a uma noite mais tranquila.

  1. Esqueça a perfeição

É impossível conseguir fazer tudo aquilo que deseja dentro de um tempo limitado. Certas tarefas podem exigir um tempo e atenção que simplesmente não se coadunam com as suas rotinas diárias. Ao invés de tentar fazer tudo de uma forma perfeita, seja mais estratégico e pense em formas de conseguir “desbravar caminho” através de meios alternativos. Uma execução perfeita pode ser necessária para certos projetos mais importantes, no entanto não deve desgastar diariamente o seu cérebro e energia com esse tipo de pressão pouco saudável.

 

[Leia também: O Zoom está a deixá-lo exausto? Conheça as explicações (e sugestões) dos especialistas]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...