Risco de obesidade é maior se beber muitos batidos de proteína

Estudo australiano sugere variar as fontes de proteína para garantir o melhor equilíbrio de aminoácidos.

Os investigadores da Universidade de Sidney descobriram que ao mesmo tempo que os aminoácidos ramificados (BCAA) ajudam a reforçar os nossos músculos, também nos fazem aumentar o peso e reduzem, assim, a nossa esperança de vida. Além disso, os investigadores perceberam ainda que valores altos dessas substâncias no sangue podem atrapalhar o nosso sono, uma vez que provocam a diminuição dos níveis de serotonina.

Este estudo quis determinar o impacto que o consumo excessivo de BCAA tem no corpo. Foram testados os seus efeitos e de outros aminoácidos essenciais em ratinhos de laboratório, que foram alimentados, – de acordo com a sua quantidade padrão -, em dobro no consumo de aminoácidos ramificados, em metade do normal ou em um quinto do consumo padrão.

O comportamento observado pelos ratinhos que consumiram o dobro de BCAA foi um aumento da comida ingerida, que, por seu turno, leva à obesidade e consequentemente a um tempo de vida mais reduzido.

A coautora do estudo, Samantha Solon-Biet, lembrou que esta pesquisa reforçou a importância de ter a balança de aminoácidos equilibrada e que ter várias fontes de proteína é a melhor forma de o assegurar. Já o diretor do Centro Charles Perkins da Universidade de Sidney, Stephen Simpson, explicou como esses suplementos podem ter impacto na capacidade das pessoas terem uma boa noite de sono.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Black Friday 2019 em números
Automonitor
FIA escolhe Braga como palco do Hill Climb Masters 2020