Nas férias não facilite. Saiba como aceder à Internet com segurança

Apesar de nos períodos de descanso por norma, pretendermos ter alguma distância dos computadores, continuamos a precisar de ter ligação à Internet pelas mais variadas razões. Descubra como o fazer em segurança.

Mesmo em período de férias, a necessidade de nos mantermos informados e conetados com o mundo é uma realidade.

No acesso ao online, neste período de descanso, podem utilizar-se os smartphones para descobrir um restaurante onde comer, um bar onde relaxar com música ambiente ou mesmo para utilizar o GPS de orientação.

A empresa de segurança espanhola “Sophos Ibéria” lançou alguns avisos para que as pessoas possam aceder à Internet, em segurança, a partir dos seus dispositivos móveis durante o período de férias. O primeiro cuidado faz referência aos roubos de identidade através da Internet.

Com efeito, tenha cuidado com as redes Wi-Fi de acesso aberto.

Isto porque temos o hábito de as procurar, para não consumirmos demasiados dados durante as férias. No entanto, estas podem ser um engodo dos atacantes, para captar o tráfico de dados ou distribuir vírus nos dispositivos conectados, e assim, revelam-se como um risco real para a proteção da nossa informação.

A lista de recomendações começa com a eliminação do seu rasto digital. Até pode utilizar uma rede aberta, desde que depois de terminar a sessão se lembre de apagar o seu histórico de navegação, cookies e arquivos temporários do navegador.

Neste sentido, quando recorre a uma rede pública, é ainda mais importante que não aceda a informação bancária ou qualquer outro site que possa conter informação privada. A “Sophos” alerta para o facto de os atacantes poderem «aceder às contas bancárias e aos dados dos cartões de crédito sem que dê conta», mesmo que seja algum tempo depois da sua sessão.

Também o acesso às redes sociais pode ser mais seguro se recorrer a estratégias de desbloqueio como a autenticação de dois fatores diferentes (password, impressão digital, padrões ou rosto) ou a alteração frequente da password. Dica igualmente válida se for aceder à sua conta de email numa rede WLAN de acesso livre.

Se desconfiar da segurança de um anexo, resista à curiosidade, pois os esquemas de phishing estão cada vez mais sofisticados. Mesmo um anexo que lhe pareça ser de confiança pode abrir a porta a ataques.

Por fim, a empresa espanhola refere a necessidade de ter um antivírus no smartphone. Esta é uma opção que pode garantir a segurança do seu dispositivo móvel e de toda a informação que estes contêm – contactos, emails e até fotografias que não quer perder.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Spotify reinventa (com humor) clássicos da música
Automonitor
Club MX-5 Portugal numa aventura pelos Vinhos do Alentejo