Síndrome Endemigênica: perceba o que originou a morte de Erasmo Carlos

O cantor e compositor morreu na passada terça-feira por síndrome edemigênica.

A síndrome edemigênica é causada por um desequilíbrio nas forças bioquímicas que são responsáveis pelos líquidos dos vasos sanguíneos, gerando inchaço devido ao excesso de fluidos nos tecidos do corpo – também conhecido como edema – e pode levar à morte.

O principal sintoma da síndrome edemigênica é o inchaço, que pode acometer nas pernas, braços e barriga. No entanto, pode variar de caso para caso, dependendo da doença inicial e da parte do corpo mais afetada.

Quando há um acumular de líquido nos pulmões, é possível que o paciente tenha um edema pulmonar, o que provoca dificuldade em respirar. Já quando há edema cerebral, a pessoa pode sentir dor de cabeça, náuseas, vômitos e sonolência, além de correr o risco de sofrer paralisias de metade do corpo e convulsões.

A síndrome é causada pela insuficiência dos sistemas que controlam as forças bioquímicas do corpo, regulados pelo coração, rins e fígado. ”

No caso de problemas renais, o filtro do corpo deixa de funcionar corretamente e, com isso, acontece um acumular de líquido ou perda de proteínas pelos rins. Já no fígado, se a pessoa tem um problema de cirrose, por exemplo, ele deixa de produzir proteínas.


loading...
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

24 − = 18