4 dicas para reinventar a sua carreira após os 50 anos

Esta poderá ser a fase ideal para mudar a sua vida e encontrar uma maior gratificação profissional.

Num momento em que assistimos ao começo de uma grave crise económica motivada pela pandemia muitas pessoas estão a ter que reavaliar as suas vidas profissionais. As falências, o desemprego e a perda de rendimentos têm marcado os últimos meses, deixando muitas pessoas desamparada, sem saber como recuperar a sua vida profissional.

Não existe certamente uma fórmula mágica capaz de iluminar o caminho ideal. Vivemos tempos incertos que tornam difíceis quaisquer tipo de previsões ou ideias pré-concebidas sobe o que devemos (ou não) fazer. Se há algo que aprendemos com a crise provocada pela Covid-19 é que tudo pode mudar num instante.

[Leia também: 5 pessoas extremamente bem-sucedidas que mudaram de carreira após os 50]

De qualquer forma existem alguns conselhos e algumas recomendações essenciais que todos devemos considerar ao procurar um novo “rumo” profissional. O portal NextAvenue reuniu recentemente um conjunto de dicas criadas e apresentadas pela especialista em desenvolvimento profissional Barbara Sher (autora do livro “Wishcraft: How to Get What You Really Want”).

Eis as principais dicas que deve seguir:

 

  1. Identifique a essência dos seus sonhos

Isto pode parecer até algo ingénuo dadas as preocupantes circunstâncias atuais. No entanto, independentemente da sua situação, esta deverá ser sempre uma importante reflexão a considerar. Comece por perguntar: “O que é que eu gosto verdadeiramente de fazer?” e “porque é que gosto de fazer isso?”.

A resposta à segunda questão em particular vai permitir identificar mais facilmente quais são os elementos de trabalho que mais o estimulam. A partir dai será mais capaz de perceber quais os tipos de empregos e trabalhos que respondem melhor aos seus anseios.

  1. Não faça esta análise de uma forma isolada

Procure o apoio dos outros – familiares ou amigos – ao longo de todo o processo. Barbara Sher explica que o isolamento pode ser o seu “pior inimigo” ao longo desta análise. É fundamental que consiga contar com o apoio das outras pessoas. Muitas vezes acabamos por falhar ou por recear uma determinada mudança simplesmente porque ficamos presos na nossa própria cabeça. O contributo e as opiniões dos outros podem desbloquear algumas ideias ou perspetivas diferentes.

Organize um convívio virtual ou presencial com alguns dos seus amigos e familiares com o intuito de recolher as opiniões destas pessoas. Deixe-se surpreender pelos comentários destas pessoas e procure inclusive perceber se estas terão alguns tipos de contactos que possam facilitar a sua mudança profissional.

  1. Experimente uma “terapia de tarefas”

É certo que as sessões de terapia mais tradicionais guiadas por um especialista clínico poderão ser fundamentais para clarificar as suas ideias e solucionar algumas das suas principais inseguranças. No entanto Sher recomenda que pratique aquilo que ela chama de “task therapy”. Basicamente a ideia por detrás desta estratégia é que se foque nas tarefas e nos desafios mais imediatos e claros ao invés de se focar nas grandes e complexas questões. À medida que for concretizando estes pequenos desafios irá ganhar uma maior confiança e um maior conhecimento para atingir o seu objetivo final.

Ao longo da sua busca por um novo rumo profissional crie todas as semanas uma listagem de pequenas tarefas que poderá concretizar para se aproximar do objetivo final. Seja agendar um telefonema, fazer novas conexões no LinkedIn ou inscrever-se num curso formativo. Concretizar estas tarefas vai colocá-lo no caminho certo e irá faze-lo sentir melhor.

  1. Comece um pequeno diário

Durante este período de maior incerteza e de medo é fundamental que seja capaz de expressar de forma adequada os seus sentimentos. Muitas vezes pode ser algo difícil conseguir conversar sobre estes temas de uma forma aberta com amigos ou terapeutas. Nesse sentido, pode ser extremamente útil ter a capacidade de escrever alguns dos sues pensamentos numa folha de papel.

Basta que tenha um caderno e simplesmente descreva de forma regular alguns dos seus medos, pensamentos ou ideia sobre o futuro. A escrita pode conseguir trazer uma maior clarividência à nossa vida. Este exercício pode não só ajudar a identificar o rumo e as decisões certas, como também será capaz de proteger o seu bem-estar emocional.

 

[Leia também: Sabe quais são carreiras mais apelativas para mulheres após os 50?]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...