Está preparado para cuidar dos seus pais? 5 conselhos importantes para enfrentar esta fase

Inevitavelmente irá chegar a altura em que os seus pais já envelhecidos precisarão de si.

O envelhecimento é um facto da vida que afeta todos os membros de uma família. No entanto quando somos mais jovens, sobretudo ainda adolescentes, temos dificuldade em compreender até que ponto um dia a velhice dos nossos pais os irá afetar a eles… e a nós.

A altura chegará em que o declínio mental e físico se tornará mais evidente. Nessa altura a qualidade de vida, aparência e bem-estar dos seus pais podem inevitavelmente sofrer um impacto. Será neste momento que poderá ter de assumir um novo papel na sua vida: o papel de cuidador.

Nos EUA, os dados indicam que atualmente cerca de mais de 30% da população adulta cuida de um familiar envelhecido. Tudo indica que este número apenas irá aumentar, sobretudo à medida que a população em geral continua a envelhecer. Muitas vezes, este papel de cuidador pode ser um “fardo” complicado de gerir, na medida em que o tempo e atenção necessárias não se coaduna com uma vida familiar e profissional intensa.

Lyndia Andrews, uma autora e coach motivacional, partilhou recentemente com a Poised Magazine a forma como o ter descoberto que a sua mãe tinha Parkinson`s mudou completamente a sua vida. O facto de ter de assumir um papel cuidador transformou-se numa enorme parte da sua vida. “Tudo o resto passou a assumir um papel secundário”, explica Lyndia. “Não estava preparada para as responsabilidades que tive de assumir”. A tensão que este novo papel causou na sua profissão, no seu casamento e nas suas finanças foi difícil de gerir. No entanto, segundo a própria, “faria tudo igual outra vez”.

De forma a conseguir ajudar outras pessoas em situações semelhantes, Lyndia partilha com todos algumas das lições que teve que aprender ao longo deste processo. Eis 5 das principais coisas que qualquer cuidador parental deverá ter em conta, segundo Andrews.

  1. Alteração de papeis

Você irá passar de ser o filho do seu pai ou mãe, para passar a ser o “pai” de uma criança. Lembra-se quando os seus pais costumavam fazer-lhe perguntas sobre tudo e mais alguma coisa? Agora este será a sua vez de ter que perguntar se já tomaram o medicamento ou se já comeram alguma coisa.

Esta situação poderá ser algo complicada porque os seus pais continuam a olhar para si como o bebé deles e como tal podem não reagir bem ao facto de estar a assumir o controlo. Seja paciente. Fale com eles sobre isso e relembre-os de que sabe que eles ainda são independentes e que apenas está a tentar ajudar.

  1. A sua primeira prioridade será prestar cuidados

Toda a sua agenda terá que ser planeada em função das necessidades do seu familiar. A situação pode agravar-se a qualquer momento e como tal terá que ter flexibilidade para acompanhar isso mesmo. Haverá certamente alturas em que estará no trabalho e pode receber uma chamada urgente. Tente pedir ao seu familiar que perceba se o motivo é urgente ou não para poder melhor organizar-se.

  1. Informe-se ao máximo sobre a doença do seu pai/mãe

Fale com médicos, pesquise online e converse com pessoas que tenham passado por algo semelhante. Tente perceber quais as melhores maneiras para lidar com a situação em particular. Isto ajudará a que esteja mais preparado para o que deve (ou não) esperar

  1. Alguns familiares vão ajudar; outros não.

Todos na família podem reagir de maneira diferente a este tipo de situação. Procure falar com os seus tios, irmãos, sobrinhos e peça a ajuda deles. Caso eles não queriam ajudar ou não se sintam confortáveis, deixe que sejam eles a anunciar isso mesmo.

Se não tiver nenhum contato familiar, saiba que pode sempre contratar uma ajuda profissional que pode sobretudo ajudar na prestação de cuidados de saúde.

  1. Não se sinta culpado por ter momentos para cuidar de SI

Isto é extremamente importante. Não deixe que o facto de estar a cuidar do seu pai/mãe o preencha de culpa sempre que está em ocasiões não relacionadas com esta situação. Se não cuidar também do seu bem-estar dificilmente irá conseguir cuidar corretamente do bem-estar do seu familiar. Você merece também ter um tempo exclusivo para cuidar de si, caso contrário irá deixar-se consumir pelo stress e pelas noites mal dormidas.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Black Friday 2019 em números
Automonitor
FIA escolhe Braga como palco do Hill Climb Masters 2020