Sabe que há procedimentos estéticos que não deve mesmo fazer no verão?

São estes que agora lhe revelamos.

Existem tratamentos que, com a exposição solar, podem fazer manchas e cicatrizes, pelo que não devem ser mesmo realizados no verão.

Tatuagem
Muitos pessoas optam por fazer tatuagens na estação mais quente do ano. Tudo bem, desde que o local não seja exposto ao sol em hipótese alguma. O sol pode interferir na cicatrização e fixação dos pigmentos, pois a radiação UV atinge a derme e provoca um processo inflamatório que resulta na reabsorção dos pigmentos.

Depilação definitiva
A depilação a laser não pode ser feita com a pele bronzeada, o que a torna pouco indicado para o verão.

Remoção estética de sinais
Muitas vezes, a remoção de sinais é necessária, pois podem tratar-se de melanomas. Mas, se a remoção for apenas estética, o ideal é evitá-la na estação mais quente.

Peeling Químico
O peeling químico faz com que ocorra uma renovação da pele. A nova pele ainda não possui proteção contra os raios ultravioletas do sol.

Lifting
O lifting até pode ser feito no verão, desde que não haja exposição solar. Por isso, a maioria dos médicos prefere realizar o procedimento no inverno, quanto é mais fácil evitar o sol.

Tratamento das varizes
As varizes podem incomodar quem quer mostrar as pernas no verão, mas a melhor escolha é fazer o tratamento no inverno. Após o procedimento, podem aparecer manchas escuras, devido ao extravasamento de sangue dos vasos, que podem piorar com a luz solar.

Laser CO2
O laser CO2 – considerado um dos melhores para o rejuvenescimento – não pode ser feito no verão porque atravessa a camada mais superficial da pele, a epiderme. e qualquer exposição solar pode levar a manchas e cicatrizes.

Laser pulsado
A luz intensa pulsada, usada para remoção de manchas e vasos da pele, também não deve ser feita no verão.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...