Tem investimentos na bolsa e está prestes a reformar-se? Este artigo é para si

Proteja o seu futuro em tempos de grande instabilidade e incerteza.

Ainda recentemente tudo parecia estar ótimo nos mercados bolsitas. Atingíamos quase uma década de resultados estáveis, sólidos, com um crescimento interessante. Para muitas pessoas a ideia de investir as suas poupanças em ações e obrigações era uma escolha que parecia sensata e prometia dividendos interessantes.

Especialmente para todos os investidores mais maduros, que se aproximavam da sua reforma, poder contar com o mercado bolsista para garantir retornos no futuro que possam dar uma outra estabilidade e conforto às suas vidas seria certamente um caminho a seguir.

[Leia também: Finanças pessoais: Um especialista explica como controlar o seu dinheiro e evitar crises]

No entanto, subitamente surge o coronavírus e tudo muda. A incerteza que assombra o futuro económico das grandes economias, do tecido empresarial e a queda abrupta dos preços do petróleo, criou uma “mistura perfeita” que têm causado grandes perdas na bolsa. De repente os seus investimentos parecem ter perdido grande parte do seu valor, e assim instala-se uma forte preocupação.

Como proteger os seus investimentos no tempo do Covid-19?

Em primeiro lugar, é preciso que entenda que esta instabilidade não se irá solucionar rapidamente. Greg McBride, analista financeiro da Banrate.com, defende, no entanto, que esta situação não deverá fazer com que mude drasticamente as suas estratégias de investimento. Os investidores que tiverem a capacidade de “segurar” as suas ações, não vender e até de comprar mais, serão recompensados no futuro.

“Os melhores dias do mercado bolsistas costumam estar sempre associados e articulados com as maiores crises. Aparecendo os maiores retornos no seguimento dos dias mais sombrios”, concluiu o especialista.

Eis algumas dicas que pode seguir para garantir que os seus investimentos estão protegidos, de forma a não ter grandes preocupações assim que se reformar.

1. Tenha um “pé-de-meia” seguro
Os especialistas recomendam sempre que qualquer adulto deve ter uma poupança à sua disposição equivalente a cerca de 3 a 6 meses de rendimentos. À medida que se aproxima da reforma deve aumentar esta poupança, assegurando que nunca terá que vender ações para ter algum dinheiro extra disponível.

2. Mantenha certas ações
É bem provável que ainda vá viver muitos anos após o começo da sua reforma. Assim é importante que assegure que têm uma fonte de rendimentos e dividendos estável, que dure alguns bons anos. Metade do seu portfolio deve estar assim investido em ações que lhe possam oferecer o maior retorno.

3. Adicione estabilidade com títulos de divida ou dinheiro
Alguns investimentos de menor risco como as obrigações podem ajudar a proteger os seus bens. Estes tipos de títulos não sofrem alterações de preço tão voláteis e são assim importantes para garantir que não tem um portfolio demasiado instável. No entanto este tipo de investimentos também não oferecem os maiores retornos, pelo o que não se deve exclusivamente apoiar nestas estratégias mais conservadoras.

4. Não se esqueça de outras fontes de rendimento
O mais provável é que o seu rendimento durante a reforma não esteja exclusivamente dependente dos seus investimentos e poupanças. As pensões e outro tipo de subsídios, deverão aqui contribuir para que tenha algum maior conforto financeiro. Adicionalmente é provável que ainda deseje trabalhar de alguma forma pelo menos até aos 80 anos. Muitas pessoas procuram encontrar algum tipo de função part-time que permita ainda aumentar mais os rendimentos durante o período de reforma.

5. Mantenha o rumo
Em tempos de crise e de mercados voláteis é possível que se sinta mais tentando a vender, a colocar mais dinheiros em títulos de dívida ou a investir forte em ações que estarão com valores mais reduzidos. No entanto não é recomendado que faça grandes ajustes. McBride defende que é importante manter o rumo e respeitar a estratégia de investimento que inicialmente definiu.

[Leia também: Já imaginou como será o primeiro dia da sua reforma? Eis 3 dicas para começar da melhor forma]

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...