5 dicas essenciais para se tornar numa pessoa mais resiliente

Este é um importante “traço” de personalidade que pode ajudar a transformar positivamente a sua vida (e a dos outros, em seu redor).

O que é afinal a resiliência? De uma maneira geral é descrita como sendo a capacidade psicológica que todos temos de saber lidar com o stress, adaptarmo-nos à mudança ou superar desafios. É um processo de construção de “recursos” que nos permite enfrentar os obstáculos da vida sem sucumbirmos ao stress ou ao medo.

Ser resiliente é estar preparado para mudar. É ser otimista e acreditar que todas as situações podem ser melhoradas. É saber que a dor irá inevitavelmente fazer parte da nossa existência e como tal ter a consciência de que devemos estar prontos para a “receber” e “contornar” com confiança.

[Leia também: Quer reduzir a ansiedade? Experimente adicionar estes alimentos à sua dieta]

Este tipo de característica é fundamental para o sucesso das organizações. Sobretudo os líderes devem ser capazes de ser resilientes e de encontrar soluções estratégicas para enfrentar as adversidades. Numa “esfera” mais pessoal, esta capacidade é também fundamental para que os indivíduos consigam encontrar um maior bem-estar e serenidade, reduzindo o stress e ansiedade.

Eis algumas das características-chave que definem um ser resiliente.

 

  1. Perseguir um objetivo relevante

Um individuo resiliente encontra uma vocação, um objetivo, e dedica-se a ele com toda a sua energia. Isto é algo que dá sentido às sua vidas. Perseguir este objetivo gratificante pode ser um processo doloroso, complexo. No curto-prazo pode gerar muita ansiedade, no entanto a longo-prazo promete gerar uma enorme gratificação. Aqueles que têm uma razão para viver, conseguem ser capazes de suportar quase tudo.

  1. Desafiar crenças estabelecidas

Ser resiliente exige criatividade e flexibilidade. Requer que os indivíduos sejam capazes de questionar ideias do passado para encontrar soluções de futuro. A criatividade determina a nossa capacidade de analisar várias perspetivas sem ficar refém de nenhuma. Dá-nos perspetiva para conseguir encontrar novos caminhos.

  1. Flexibilidade cognitiva

Estas pessoas tendem a ter um pensamento altamente flexível. Isto ajuda-as a responder ao stress. Aceitar a realidade da situação – mesmo que esta seja stressante ou negativa – é fundamental para conseguir lidar bem com a mesma. A negação ou o instinto de fugir/esconder são habitualmente as respostas mais frequentes, mas que podem agravar os problemas ou evitar o nosso crescimento pessoal. Aceitar é o primeiro passo.

  1. Sofrer para crescer

As pessoas resilientes costumam ter uma “boa relação” com os seus falhanços. Encaram estes momentos mais negativos como oportunidades de crescimento. Sabem aprender com os seus erros. Não fogem deles; esperam por eles. Saber lidar com o sofrimento é fundamental para aprender a responder melhor a desafios futuros. “O que não nos mata, faz-nos mais fortes”, tal como defendia Nietzsche.

  1. Atuar apesar do medo

A coragem é um “ingrediente” essencial para conseguirmos ultrapassar limitações pessoais e conseguirmos viver uma vida mais rica, feliz e gratificante. Ao contrário do que muitos pensam, ser corajoso não significa não ter medo. Significa sim, ser capaz de agir apesar desse mesmo medo. Aqueles que conseguem avançar apesar das adversidades, conseguem aumentar a sua força interior e responder de uma forma mais eficaz e positiva.

 

[Leia também: Cinco lições sobre como trabalhar em isolamento: o que os astronautas e os exploradores polares podem ensinar-nos?]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...