Lembra-se das bruxas de Salem? Elas estão de volta

Conheça a histeria coletiva vivida nos julgamentos das Bruxas de Salem, com apoio de especialistas, sociólogos e historiadores que reconstroem a história e dão explicações científicas sobre o que pode ter acontecido.

O infame julgamento das bruxas de Salem começou durante a Primavera de 1692, depois de um grupo de jovens raparigas em Salem Village, Massachusetts, alegarem estar possuídas pelo diabo e acusarem várias mulheres locais de bruxaria. As lendas sobre posses diabólicas levaram a detenções em massa, julgamentos forjados e até enforcamentos públicos em praças. Após as acusações e condenações de algumas adolescentes, foram executadas 20 jovens e outras 5 faleceram na prisão. Um dos momentos históricos mais escabrosos de sempre.

Embora o Tribunal Geral de Massachusetts tenha posteriormente anulado os veredictos de culpa contra as bruxas acusadas e concedido indenizações às suas famílias, a amargura permaneceu na comunidade e o doloroso legado dos julgamentos das bruxas em Salém manteve-se por séculos.

Coincidindo com o aniversário de Bridget Bishop, a primeira pessoa executada durante os Julgamentos de Salem na Nova Inglaterra colonial a 10 de Junho de 1692, o Canal HISTÓRIA revive, em exclusivo, a histeria coletiva vivida nos julgamentos das Bruxas de Salem com a estreia do magnífico “docudrama”, As Bruxas de Salem, no dia 10 de junho, a partir das 22h15. Ao longo de quatro episódios com emissão dupla, nas quintas-feiras, 10 e 17 de junho canal ressuscita aqueles feitos de verdadeiro terror.

Analisando toda a documentação existente e registos judiciais, especialistas, sociólogos e historiadores reconstroem a história e dão explicações científicas sobre o que pode ter acontecido. Além disso, investigam como um acontecimento de histeria de tal envergadura pôde ocorrer naquela época e como poderia voltar a acontecer até na atualidade.


Artigos relacionados
Comentários
Loading...