Prémio Santander UNI.COVID-19: projeto ZELAR@CB a atividade diária de idosos isolados é o grande vencedor

Os autores são quatro voluntários do Instituto Politécnico de Castelo Branco, que estão a desenvolver uma aplicação para monitorizar indicadores relacionados com as atividades diárias de idosos isolados.

O projeto “ZELAR@CB – Zelar pelos idosos isolados em espaços rurais” é o grande vencedor do Prémio Santander UNI.COVID-19. Os autores são quatro voluntários do Instituto Politécnico de Castelo Branco, que estão a desenvolver uma aplicação para monitorizar indicadores relacionados com as atividades diárias de idosos isolados.

O objetivo é alertar para alguma modificação de hábitos destas pessoas, por exemplo, no consumo energético ou integrando detetores de quedas. Este prémio, no valor monetário de 5.000€, será aplicado no desenvolvimento e integração dos sistemas IoT (Internet das Coisas) e na realização de testes piloto com idosos residentes nas zonas rurais de baixa densidade populacional do distrito de Castelo Branco.

O Prémio Santander UNI.COVID-19 recebeu 336 candidaturas ao longo de três etapas, tendo sido distinguidas 14 ideias ou iniciativas, promovidas por jovens universitários e restante comunidade académica, que contribuem para responder à situação de emergência relacionada com a COVID-19. No total foi atribuído um donativo financeiro de 30.000€, distribuído por estes projetos, para que os realizem ou para que cheguem ao maior número possível de beneficiários.

Para além do grande vencedor, foram conhecidos também os eleitos da terceira fase:

Street Store
Universidade de Coimbra
Evento de 2 dias em Coimbra com atividades lúdicas, cujo objetivo é apoiar os sem-abrigo, em tempos do Covid-19, sendo organizado pela Associação Académica de Coimbra. O apoio será feito através de doação de roupas, calçado, bens alimentares, serviços de higiene (banhos e cabeleireiro), refeições e realização de rastreios. Está também prevista ser dada formação aos participantes sobre os cuidados e medidas que devem ter e ser-lhes-á oferecido um kit individual de proteção e desinfeção para usarem no dia-a-dia.

Psic.ON – Plataforma Web de Suporte Psicológico Online
Universidade do Porto
O projeto consiste em alargar a plataforma de Suporte Psicológico Online da Universidade do Porto (Psic.ON), concebida e preparada a partir do início do confinamento em Portugal e lançada no início de maio. Destina-se a proporcionar apoio psicológico gratuito à distância, prestado por profissionais qualificados, passando de responder apenas aos alunos e famílias da Universidade do Porto para responder à população em geral. A plataforma conta com alunos voluntários de Psicologia e vai integrar mais alunos voluntários de outras áreas como tecnologia e comunicação.

StreetArt Against COVID19
Instituto Politécnico do Porto
Os alunos da comunidade académica do Politécnico do Porto vão fotografar, mapear e disponibilizar numa plataforma online de acesso livre as manifestações de Street Art que surgiram espontaneamente ou por encomenda no distrito do Porto durante os meses de pandemia e lockdown, bem como as manifestações de Street Art alusivas ao Covid-19 que estão a surgir no período de desconfinamento. O projeto vai assim divulgar internacionalmente e apoiar o trabalho destes jovens artistas, provenientes de comunidades desfavorecidas e marginais, que foram severamente afetados pela crise no setor artístico e cultural, potenciando novas encomendas e exposições, tanto virtuais como presenciais.

LARS – Linha de Apoio de Responsabilidade Social
Universidade Lusíada do Porto
Aconselhamento em gestão financeira para famílias que ficaram em situação de desemprego face ao Covid-19. A análise de cada caso, aconselhamento e encaminhamento para as entidades financeiras adequadas será realizado por alunos de gestão da Universidade Lusíada do Porto em regime de voluntariado.

Protagonismo da Mulher em tempos de COVID-19
Universidade de Évora

Para sensibilizar a população portuguesa para as dificuldades sentidas pelas mulheres em tempos de Covid-19, artistas e estudantes da Universidade de Évora organizam um espetáculo baseado em testemunhos reais locais. Este é um projeto educativo e cultural alinhado ao objetivo 5 da Organização das Nações Unidas: alcançar a igualdade de género e empoderar todas as mulheres e meninas.

Nas 1ª e 2ª fases já tinham sido apurados os seguintes vencedores: “Com ânimo, sem pânico”, do Instituto Superior Técnico; “Menu19”, da Universidade da Madeira; “Support Local Businesses Through Design”, do IADE – Universidade Europeia; “JanelasConVIDA: Fortalecer relações de vizinhança”, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo; “Alimentação saudável, sustentável e solidária (A 3S): Colher para distribuir”, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; “Apoio em cuidados paliativos a famílias e doentes de grupo de risco Covid-19”, da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto; “Minho Covid19: Distribuir materiais de proteção doados”, da Universidade do Minho; e “Estudar sem Barreiras! Para todos estarem ligados”, do Instituto Politécnico de Setúbal.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...