Suplementos alimentares: quais os benefícios para a saúde e quem pode tomar

A suplementação, quando tomada de forma adequada, pode aumentar a imunidade e a sensação de bem-estar.

Num mundo ideal, uma alimentação variada e completa, aliada a um estilo de vida saudável, deveria ser o suficiente para fornecer ao corpo humano todos os nutrientes de que ele precisa para se manter num nível ótimo de funcionamento. No entanto, com a evolução da civilização ao longo das últimas décadas, foram introduzidos no nosso quotidiano muitos alimentos processados, industrializados e pobres em nutrientes. É, por isso, relativamente comum ver-se pessoas com carências ao nível de alguns nutrientes básicos para o funcionamento do corpo humano, como o ferro, o magnésio, o potássio e algumas vitaminas.

Para colmatar estas carências entram em cena, muitas vezes, os suplementos alimentares. Alguns deles são muito populares entre os desportistas, mas os seus benefícios vão além do mundo do fitness e os ganhos em saúde podem verificar-se em qualquer um de nós. A partir dos 50 anos, altura em que algumas funções corporais se transformam, torna-se ainda mais importante considerar a toma de suplementos, sempre com a orientação de um médico.

O que são suplementos alimentares e para que servem?

Os suplementos alimentares são compostos de substâncias – normalmente vitaminas, minerais, fibras, ácidos gordos ou aminoácidos – que servem para suprir carências na alimentação ou simplesmente para aumentar a quantidade ingerida de um nutriente que, em determinadas condições de saúde, seja mais necessário.

Alguns destes suplementos, nomeadamente as vitaminas, são consumidos com o objetivo de melhorar o sistema imunitário quando, seja por razões etárias, genéticas ou por outras condições médicas, este se encontra enfraquecido.

Existem ainda os probióticos, suplementos alimentares microbianos que, quando ingeridos em A vitamina A é conhecida pela sua composição antioxidante e serve para reforçar o sistema imunitário quantidade adequada, têm um efeito benéfico para a saúde e bem-estar do hospedeiro, ou seja, têm um efeito positivo em determinada situação patológica.

Os probióticos podem ainda ajudar a regenerar e restaurar uma quantidade equilibrada de bactérias benéficas, criando um ambiente mais saudável no trato intestinal.

Quem pode tomar?

Os suplementos alimentares não são medicamentos, mas não é dispensável o aconselhamento médico antes de começar a tomá-los. Em alguns casos, é mesmo possível que seja o seu médico a recomendar este tipo de produto.

Regra geral, os suplementos alimentares destinam-se, nas suas várias categorias, a todos. Seja por serem necessários para suprir carências alimentares, para melhorar a flora intestinal, para reforçar a imunidade ou simplesmente para se sentir melhor, as vantagens des tes compostos para a saúde em geral são muitas e, por vezes, os efeitos e a sensação de bem-estar surgem a curto prazo.

No caso dos desportistas, ou de pessoas com uma vida muito ativa, os suplementos alimentares são eficazes ao aumentar o rendimento e potenciar os resultados nos treinos, por exemplo. Já no que diz respeito a pessoas com restrições alimentares, esta suplementação pode ser crucial para a saúde. As vitaminas B12 e D, por exemplo, são muitas vezes obtidas por via dos suplementos alimentares em pessoas de faixas etárias mais avançadas, visto que ajudam a fixar o cálcio, prevenindo a osteoporose e outras doenças dos ossos. Mesmo a ingestão de cálcio pode ser aumentada por via da suplementação.

Apesar das necessidades específicas de alguns grupos, a verdade é que pessoas saudáveis e de todas as idades podem usufruir dos benefícios de um suplemento alimentar.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Josefinas abre lojas pop-up em Braga e Lisboa
Automonitor
Cepsa Black Week começa esta sexta-feira