Mindfullness: dez dicas para ter uma vida mais tranquila

O Mindfullness é uma noção que deriva de várias filosofias orientais, tais como, o budismo, o yoga e o hinduísmo, sendo uma ferramenta importante para cultivar um estilo de vida de paz interior, consigo e com os outros.

Quer ter uma vida emocionante, sem tirar os pés do chão? Se sim, o escritor e empresário Pete Willette partilhou no site “a lust for life” estas 10 sugestões para o conseguir.

1- Concentre-se no aqui e agora.

O presente é o momento que controla. A concentração no agora pode melhorar a qualidade de vida.

2- Faça meditação

Como qualquer treino físico, esta prática pode fortalecer a mente para ficar no presente. A meditação é a prática ideal para ajudar na primeira dica, sobretudo, logo nos primeiros minutos do dia. Geralmente tem o foco em algum objeto, como a respiração, velas ou algum mantra.

3- Esteja consciente

Mindfullness é um sentido de consciência desenvolvido, em que podemos observar os nossos pensamentos e ações, juntamente com os sentimentos e emoções dos outros. Assim, «podemos reconhecer o milagre que é estar vivo e perceber o mundo por toda a sua beleza».

4- Não se afeiçoe ao que pode ser passageiro

Pois, segundo Willette, essa pode ser a raiz do sofrimento. A real natureza das coisas é que «tudo é transitório», incluindo as pessoas, pelo que criar ligações demasiado fortes, sem essa consciência, pode trazer mais sofrimento.

5- Desenvolva a sua empatia

Praticar mindfullness permite entender que «todos estamos a sofrer, em diferentes graus, e que o nosso propósito é reduzir esse sofrimento».

6- Para fortalecer a compaixão

A empatia é a semente da compaixão. Ao praticar mindfullness e trabalhar a nossa dor interior, conseguimos com que esta não se propague, «enquanto nos podemos tornar mais benevolentes».

7- Pratique mindfullness

«Tal como um músculo, o mindfullness é algo que devemos praticar sempre». Quando achamos que já não precisamos de praticar, é quando precisamos mais, para quando a nossa realidade ficar, inevitavelmente, caótica, nós estejamos no lugar de paz e possamos partilhar a nossa calma com os outros.

8- Não faça julgamentos

Estas avaliações permitem-nos «rotular as coisas de boas ou más, felizes ou tristes». Por isso, os julgamentos juntamente com as afeições «formam a raiz de todos os sofrimentos da humanidade».

9- Seja altruísta

«No final, não há ganhos», pelo que o peso dos bens materiais na nossa vida só tem o peso e valor que nós lhe dermos. Ou seja, Willette relembra-nos de como a nossa vida é breve e que aceitando essa realidade nos pode ajudar a ficar «genuinamente conscientes no momento presente».

10- Sem gurus, pois todos podem ser autossuficientes

O mindfullness pressupõe uma mudança pessoal em que percebe que precisa de viver no aqui e agora, ser igual a si próprio, aceitar tudo como é e que depois de atingido esse ponto, não vai precisar de gurus que o aconselhem.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Lego lança minissérie no YouTube
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual