5 benefícios do chá de cavalinha para a sua saúde

Esta planta medicinal pouco conhecida pode ser importante no tratamento de pedras nos rins e infeções urinárias. Perceba porquê.

A cavalinha é uma planta usada em inúmeros produtos naturais e farmacêuticos. O seu nome científico é Equisetum arvense, sendo sobretudo conhecida pelo seu efeito diurético e anti-inflamatório. É igualmente bastante usada como remédio caseiro para travar hemorragias e menstruações abundantes.

Esta planta é sobretudo consumida em forma de chá, no entanto pode também ser encontrada em cápsulas suplementares. A bebida extraída a partir da cavalinha tornou-se bastante popular como um ótimo diurético, facilitando assim o processo de emagrecimento e diminuindo o inchaço.

[Leia também: Da diabetes à digestão. Conheça 5 benefícios (surpreendentes) do chá de camomila]

Muitos tem sido os estudos que têm vindo a ser realizados com o objetivo de melhor entender de que forma os compostos bioativos presentes nesta planta podem influenciar positivamente a saúde do organismo, explorando em particular as ações diuréticas, antimicrobianas e antioxidantes.

Conheça agora alguns dos principias benefícios associados ao consumo de chá de cavalinha, listados pelo nutricionista Hugo Canelas no portal Vida Ativa.

 

  1. Ajuda na retenção de líquidos

Esta é a propriedade mais frequentemente atribuída ao chá de cavalinha. Um ensaio clínico em voluntários saudáveis concluiu que a toma de 900 mg/dia de cavalinha produzia os mesmos efeitos diuréticos de 25 mg/dia de hidroclorotiazida, sem que se tenha verificado qualquer efeito adverso na sua toma aguda.

Numa revisão de literatura de 2007 foram obtidos resultados semelhantes, embora algumas espécies tenha provocado maior excreção de sódio e potássio do que outras.

  1. Promove a saúde renal e combate as pedras nos rins

A etiologia da nefrolitíase (pedra nos rins) é multifatorial, podendo fatores como a dieta, o peso e algumas doenças como a diabetes e a hiperuricemia ter um papel preponderante no desenvolvimento dos cálculos. Um estudo realizado em modelos animais avaliou o efeito do extrato de várias plantas, incluindo o chá de cavalinha, na função renal.

O tratamento com a formulação demonstrou a prevenção da formação de depósitos de oxalato de cálcio (formas mais comuns de pedra nos rins) e microcalcificações nos rins. No entanto, embora os resultados possam parecer animadores, não se sabe qual ou quais os componentes da formulação herbal foi responsável por estes efeitos.

  1. Cicatrização de feridas

O potencial anti-inflamatório e anti-microbiano, associado à riqueza em polifenóis da cavalinha tem vindo a ser cada vez mais explorado.

Um estudo recente referiu que o uso tópico da cavalinha a 3%, num período de 10 dias após cirurgia, parece promover a cicatrização e o alívio da dor em mulheres submetidas a episiotomia (incisão cirúrgica em mulheres durante o parto).

Outro estudo recente avaliou a eficácia de um hidrogel contendo cavalinha a 2% em lesões cutâneas, com resultados semelhantes; no entanto, este estudo foi realizado em modelos animais.

  1. Combate os distúrbios de ansiedade

A ansiedade aguda generalizada é um desafio para os profissionais de saúde e embora a farmacoterapia convencional continue a ser a terapêutica de primeira linha, a utilização de extratos de plantas tem ganho cada vez mais destaque.

As intervenções fitoterapêuticas com benefícios na ansiedade são classificadas como ansiolíticas, tendo como principal meio de ação a sua ação sobre o sistema GABA.

Relativamente ao chá de cavalinha, apenas um estudo pré-clínico foi realizado até à altura, demonstrando que doses entre os 50 e os 100 mg/kg eram tão eficazes – mas não tão potentes – como o diazepam na indução do sono e na inibição da atividade locomotora em ratos.

No entanto, sendo estes resultados obtidos num ensaio pré-clínico, ainda não se pode afirmar que a cavalinha possa ter um efeito fitoterapêutico que justifique a sua utilização em seres humanos.

  1. Osteoporose

Alguns estudos sugerem que o chá de cavalinha – ou qualquer produto contendo esta planta associada ao cálcio – tem a capacidade de aumentar a densidade mineral óssea em mulheres com osteoporose e após a menopausa.

 

[Leia também: Toda a verdade sobre a Quinoa. Conheça os seus benefícios e propriedades únicas]

 

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...