7 estratégias para ensinar os miúdos em casa, explicadas por professores

Defina um planeamento, cumpra horários, encoraje a criatividade e aproveite também para aprender um pouco com os mais novos.

As escolas estão fechadas, os miúdos estão em casa. Isso significa que os pais têm agora que assumir um papel ainda maior na educação dos seus filhos. Têm que passar a ser professores, auxiliares de educação, funcionários de cantina, diretores de escola, etc. Mesmo para as crianças que vão ter algum tipo de aula virtual, o desafio diário continuará sempre a ser grande.

No entanto, se for vivida de uma forma correta esta pode ser uma experiência positiva que irá ajudar a aproximar os pais dos filhos. A partilha diária irá certamente revelar novas descobertas, permitindo identificar melhor quais são as aptidões e debilidades dos mais novos.

[Leia também: Sete dicas para teletrabalhar com sucesso em tempos de coronavírus]

Acima de tudo esta pode ser uma oportunidade ideal para ensinar skills de vida mais práticos. Estimulando simultaneamente a sua criatividade, espírito crítico e reflexão. Caso esteja a sentir alguma dificuldade em assumir este novo “papel”, eis algumas dicas sugeridas por professores reais que podem ajudar a guiar o seu processo.

 

  1. Siga (e cumpra) um horário diário

As crianças estão habituadas a seguir uma rotina definida pela escola. Como tal, é recomendado que continuem a seguir um horário, mesmo estando agora em casa. Procure replicar a estrutura de aulas e disciplinas. Obviamente que existirá mais tempo livre durante estes dias, no entanto não deve deixar de definir um tempo de estudo/trabalho.

Os especialistas recomendam que a aprendizagem remota corresponda a metade das horas que as crianças passam habitualmente nas escolas. Se um dia normal de escola são 7 horas, então o horário de trabalho em casa deve ser três horas e meia.

  1. Faça intervalos entre as aulas

Continuando a seguir o modelo de funcionamento das escolas, é importante que defina também momentos de intervalo, de descanso entre as várias disciplinas que vão trabalhar. Apenas desta forma se conseguirá assegurar que as crianças continuam atentas e motivadas. Seja consistente. Deixe o seu filho escolher uma disciplina que quer aprender e no final faça uma pequena pausa antes de prosseguir.

  1. Peça apoio aos professores

Deverá sempre sentir-se confortável para pedir apoio aos profissionais de educação que habitualmente trabalham com o seu filho. Este é um período desafiante para muitos, nem todos os pais são ótimos professores. É assim importante que seja capaz de pedir conselhos e dicas a quem conhece as melhores estratégias educacionais.

  1. Perceba qual o estilo de aprendizagem ideal para o seu filho

Todos os alunos são diferentes. Nenhuma criança aprende de forma exatamente igual à outra. É importante que perceba bem como funciona o seu filho. Se necessário pergunte à professora o que costuma funcionar melhor nos dias de escola. Tente experimentar diferentes estratégias, ideias e formatos de ensino, perceba quais funcionam melhor. Evite estratégias que não estão a dar bons resultados ou que estão a causar excessivo stress.

  1. Estruture o tempo livre

Normalmente as crianças têm muitas atividades extracurriculares. Procure continuar a estimular os diferentes interesses da criança. Dedique algum tempo à pintura, ao exercício físico, à música, etc. Garanta que todos os dias se continua a evoluir em várias áreas, tal como se estivesse na escola ou em outras atividades.

  1. Aprenda também algo novo

Esta experiência será uma aprendizagem não só para o seu filho, mas também para si. Para além de estruturar e apoiar as aulas do seu filho é recomendado que se consiga também envolver de uma forma mais direta. Tente ler com ele um livro que também lhe interesse, explore um qualquer tema que lhe desperte a curiosidade. Partilhe a experiência de aprendizagem com o seu filho. O mais provável é que eles reconheçam o seu esforço e interesse, acabando por se dedicar mais às tarefas assignadas.

  1. Agende encontros familiares

Não se esqueça de trabalhar também o aspeto social e relacional da educação do seu filho. A escola não é só um local onde se aprende diferentes disciplinas, é sobretudo um local onde aprendemos a nos relacionar melhor com os outros e com o Mundo.

Durante o dia tente definir alguns períodos de tempo em que fazem uma videochamada com outros familiares. Continue a estimular a interação das crianças com outros amigos ou familiares. Procure igualmente conversar bastante com o seu filho, faça-lhe perguntas, perceba como ele se está a sentir. Trabalhe todos os aspetos da sua socialização e autopercepção. Ajude-o a comunicar melhor.

 

[Leia também: A importância de uma dieta vegetariana para a boa forma física]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...