Discos vinil já vendem mais que CDs

Desde 1980 que as vendas totais de CDs se tinham tornado superiores aos de vinil. Até hoje.

É o regresso ao passado.

Já sabíamos que o formato vinil tinha voltado a conquistar fãs nos últimos anos. Subitamente tornou-se cool e interessantes ouvir música num gira-discos, utilizando tecnologias do passado. Mesmo as gerações mais novas ganharam apreço por estes grandes discos pretos. No entanto ao contrário do que muitos pensam, esta tendência tornou-se num negócio bastante sério.

[Leia também: Vinyl is back: o rei do analógico musical voltou em força]

Pela primeira vez desde 1980, as vendas totais de discos vinil ultrapassam agora as vendas dos discos CDs nos EUA, tal como confirmam os dados da Recording Industry Association of America. De acordo com este relatório, nos primeiros 6 meses deste ano a venda de vinil totalizou 232.1 milhões de euros. Já os CDs – que se popularizaram nos anos 90 – atingiram apenas 129.9 milhões de euros.

Na primeira metade de 2020 as receitas das vendas de vinil subiram 4%, enquanto que as receitas das vendas de CDs diminuíram 48%, confirmando a tendência negativa associada a este formato mais “recente”.

Atualmente uma coisa parece certa: o mercado encontra-se dominado pelas plataformas de streaming. O relatório confirma que o streaming foi responsável por 85% das receitas na indústria musical nos primeiros seis meses do ano.

 

[Leia também: Tem discos de vinil antigos em casa? Tire o pó a estes cinco. Podem render (muito) dinheiro]

 

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...