O que é que Tom Hanks, Ernest Hemingway, Luciano Pavarotti e Woody Allen têm em comum?

Surpreenda-se com a resposta.

Atores, escritores, músicos e realizadores de cinema: a diabetes também afeta as celebridades, refere o site picsolution.com.

Tom Hanks, anunciou em 2013 ter diabetes durante uma entrevista no Late Show de David Letterman. «Parece que a diabetes de Tom Hanks é devida à uma má gestão do peso corporal devido ao seu trabalho», refere-se. Em 1992, ganhou 13 kg para representar o jogador de beisebol Jimmy Dugan no filme Liga de Mulheres (A League of Their Own). Em 2000, perdeu mais 20 kg para rodar o Náufrago (Cast Away). «Um desequilíbrio físico que, de acordo com muitos especialistas, está entre as causas da diabetes».

O escritor Ernest Hemingway, galardoado com o Prémio Nobel, suicidou-se em 1961, mas sobreviveu à diabetes, a um cancro da pele, hepatite e dois acidentes aéreos. «A diabetes do autor de o “O velho e o mar” era devida a hemocromatose hereditária», avança o site, «é uma patologia hereditária causada por uma anomalia do metabolismo, que faz acumular quantidades significativas de ferro em alguns órgãos, tais como o intestino e o pâncreas».

«Primeira regra: nunca comer antes das 15h00». Para o tenor Luciano Pavarotti, que morreu em 2007, «a rotina diária da dieta para a diabetes começava com a abstinência absoluta de alimentos até ao início da tarde, seguida por um “pequeno-almoço” à base de bife e salada». O jantar «tinha apenas uma porção de peixe acompanhada por salada».

Woody Allen, diretor, escritor e ator, convive há anos com a diabetes, seguindo uma dieta e um treino que se tornou célebre. «Todos os dias de manhã anda durante meia hora nas ruas de Nova York», revela o site, «quando o trabalho permite, mergulha na piscina para dar algumas braçadas, rigorosamente apenas bruços ou mariposa».


Artigos relacionados
Comentários
Loading...