Sabia que comer tomate pode ajudar a afastar a depressão?

Descubra porque está na hora de aumentar a dose das suas saladas.

Segundo um estudo da Universidade Médica de Tianjin, o tomate apresenta benefícios que podem reduzir em metade os riscos de sofrer uma depressão.

Os investigadores, que estudaram os hábitos alimentares de cerca de 1 000 homens e mulheres com 70 ou mais anos, afirmam que estes efeitos positivos podem verificar-se acrescentando alguns tomates à sua dieta semanal.

Os resultados apontam que os participantes que ingeriram cerca de 2 a 6 tomates por semana apresentaram uma redução de 46% no risco de sofrerem uma depressão, comparativamente com os que comeram menos de um tomate por semana.

Isto justifica-se em parte devido aos altos níveis de químicos antioxidantes presentes neste vegetal.

O tomate em particular é uma fonte especialmente rica em Licopeno, um antioxidante que origina a cor vermelha do vegetal e que tem sido associado a uma redução de risco de cancro da próstata e de ataque cardíaco.

Os investigadores referem, no entanto, que não estão ainda certos se o Licopeno nos tomates afeta diretamente a mente ou simplesmente ajuda a proteger pacientes que estejam a sofrer de doenças potencialmente fatais, como o cancro, de novos sintomas ligados à depressão.

Curiosamente ao longo do estudo não foi comprovada nenhuma outra correlação entre outros vegetais (tais como a cenoura, a couve ou cebolas) e a redução de sintomas depressivos.

Em todo o Mundo, cerca de 20% das pessoas vão sofrer de depressão em algum ponto das suas vidas, sendo as mulheres mais afectadas por esta condição do que os homens.

Os idosos em particular são um grupo de alto risco, devido aos efeitos negativos que habitualmente o decréscimo da sua saúde, o luto e a solidão apresentam na sua disposição mental.

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Utilizadores do Facebook assinam guia do Porto
Automonitor
Túnel do Grilo: IP prevê investir 10 milhões de euros