Afinal para que serve (e como funciona) um ventilador hospitalar?

Esta é uma máquina capaz de salvar muitas vidas. Perceba porquê.

Este será certamente um dos equipamentos médicos mais conhecidos da atualidade. Todos os dias ouvimos falar sobre ventiladores (e sobre a infeliz falta deles) nos telejornais. Sabemos que são importantes para a recuperação de muitos pacientes, mas será que sabemos realmente como e porque é que funcionam?

O novo coronavírus responsável pela pandemia causa habitualmente uma infeção respiratória grave. Esta doença é conhecida pelo nome Covid-19. Este novo tipo de coronavírus (SARS-CoV-2) “infiltra-se” nas vias respiratórias e pode dificultar de uma forma aguda a respiração de um paciente.

[Leia também: 5 coisas (surpreendentes) que podem estar a afetar o seu sistema imunitário]

As estimativas são ainda discutíveis e estão a ser reavaliadas diariamente, no entanto os dados parecem apontar para que cerca de 6% das pessoas infetadas com a Covid-19 apresentem graves sintomas. 1 em cada 4 infetados irá precisar de um auxílio respiratório. Ora, este tipo de auxílio é feito por um equipamento médico: o ventilador.

O que é um ventilador?

Esta é uma máquina que ajuda um individuo a respirar, mesmo que este já não o consiga fazer de forma autónoma. Pode ser chamado de “ventilador mecânico”, “máquina respiratória” ou “respirador”. Este é um equipamento que permanece ao lado da cama hospitalar e que utiliza tubos que se conectam diretamente às vias respiratórias dos pacientes.

Como funciona?

Sempre que inalamos e exalamos normalmente, os nossos pulmões aproveitam o oxigénio essencial para que as nossas células possam funcionar. Ora, a Covid-19 pode inflamar estas vias respiratórias e inundar os pulmões, não permitindo que eles desempenhem a sua função essencial.

O ventilador irá conseguir mecanicamente entregar o oxigénio fundamental para o correto funcionamento do nosso organismo. Este ar circula através de um tubo que é colocado na boca do paciente. Esta máquina pode ainda exalar o dióxido de carbono.

Habitualmente os ventiladores podem ser programados para realizar um X número definido de respirações por minuto. Em alternativa podem ser só ativados quando o paciente necessita. Neste caso a máquina é “alertada automaticamente” sempre que um individuo não respira durante o período normal estabelecido.

Durante quanto tempo necessitamos de um ventilador?

É importante lembrar que o ventilador não cura a Covid-19 nem nenhum outro tipo de doença respiratória. Este equipamento apenas permite que paciente sobreviva durante mais tempo, permitindo que o organismo possa recuperar a seu tempo.

Assim que os médicos acreditam que um paciente está a recuperar, irão testar a sua capacidade respiratória. Caso o paciente demonstre ser já capaz de respirar autonomamente, com normalidade, então os tubos serão retirados e a máquina desligada.

 

[Leia também: Afinal quanto tempo sobrevive o coronavírus nestas superfícies? Conheça as respostas]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...